Educando e caminhando: construindo percepções acerca da inclusão do aluno com deficiência na escola

Através do presente proposta de trabalho pretende-se possibilitar a percepção das dificuldades, capacidades e possibilidades dos alunos com deficiência promovendo e facilitando a interação e evolução deste aluno na escola.

Categoria: Projeto

Autor(es): Cacilda Rodrigues da Silva

Público Alvo: Educação Infantil, Ensino Fundamental, Ensino Médio e Ensino Superior

(Clique para detalhar)

(Clique para esconder)

Área de Conhecimento: Educação Inclusiva, Língua Portuguesa, Sociologia e Tecnologia e Educação

Objetivo: Objetivo geral: Trabalhar a socialização, humanização e orientar alunos e professores sobre a importância da inclusão escolar, incentivando-os a assumir uma postura mais ativa diante do processo inclusivo, contribuindo para o desenvolvimento e construção da autonomia da pessoa com deficiência. Objetivos Específicos: •Favorecer a cooperação e envolvimento entre os alunos com e sem deficiência e os demais profissionais da escola. •Sensibilizar os alunos sobre as dificuldades e potencialidades das pessoas com deficiência. •Promover a interação da pessoa com deficiência e o meio no qual está inserida. •Desenvolver possibilidades interação, socialização e construção do conhecimento, de forma a favorecer a aprendizagem e construção da autonomia de pessoas com deficiência na realização de atividades comuns. •Promover a aceitação da diversidade e do diferente, evitando o estabelecimento de padrões preconceituosos impostos socialmente.

Metodologia: •Apresentação do tema com esclarecimento de conceitos •Exibição de vídeo sobre o tema •Oficinas aplicadas com a intenção de promover vivências, reflexões e transmitir informações sobre as deficiências.

Recursos: •Vídeo •Música (Natureza Distraída - Toquinho) •Computadores •Alimentos e objetos para oficina de estimulação sensorial •Lápis, caneta, borracha, caderno

Referências Bibliográficas: Brincar para todos. Secretaria de Educação Especial/MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/brincartodos.pdf Portal de ajuda Técnicas. Secretaria de Educação Especial/MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/rec_adaptados.pdf http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/ajudas_tec.pdf Documento subsidiário á política de inclusão. Secretaria de Educação Especial/MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/docsubsidiariopoliticadeinclusao.pdf Escola Viva: Garantindo o acesso permanência de todos os alunos na escola – Sensibilização e convivência. Secretaria de Educação Especial/MEC. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/sensibilizacao.pdf SASSAKI, Romeu K. Terminologia sobre deficiência na era da inclusão. Disponível em: http://www.cepde.rj.gov.br/terminologia_ppds.doc Tecnologia Assistiva. Disponível em: http://www.assistiva.com.br/ Portal Nacional de Tecnologia Assistiva. Disponível em: http://www.assistiva.org.br/

Fases:

Fase 1: Apresentação e discussão sobre o tema

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Colocar a música “Natureza Distraída” do compositor Toquinho. Pedir que os alunos escutem com atenção e logo após abrir discussão a cerca das interpretações de cada um sobre a música em relação ao tema proposto; - Exposição sobre o tema com esclarecimento de conceitos e aspectos que envolvem a inclusão; - Pedir que os alunos relatem experiências e convivências com pessoas com deficiência.

Fase 2: Oficina de estimulação sensorial

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: 1º - Pedir aos alunos que fiquem sentados em circulo, vendar os olhos de todos e comentar sobre como o deficiente visual percebe o mundo a sua volta. 2º - Entregar objetos diversos aos alunos e pedir que identifiquem através do tato. Todos os alunos devem tocar todos os objetos. 3º - Distribuir alimentos para degustação (frutas, chocolate, pipoca, açúcar, pó de café, salgadinhos, etc.) e solicitar que identifiquem através do gosto, cheiro, etc. (os alimentos maiores devem ser picados antes de serem distribuídos aos alunos). 4º - Pedir aos alunos que formem duplas e solicitar que um deles tire a venda dos olhos. O aluno sem venda deverá guiar o colega vendado por um percurso a ser definido pelo professor. As duplas deverão seguir em silêncio, devagar e em fila para evitar contratempos e acidentes. Sugere-se percorrer os ambientes internos á escola (pátio, quadra, corredores, biblioteca, cantina, etc.). Pedir que os alunos vendados identifiquem o local. 5º - Retornar a sala de aula, pedir que todos tirem as vendas e abrir discussão sobre as sensações obtidas durante todo o processo.

Fase 3: Exibição de vídeo e realização de debate

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: - Vídeo: Verdadeiro Mujeron (tempo: 00:05:28) (Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=YCU8mto9Ml0) - Discussão breve sobre o vídeo exibido; - Explicação sobre as terminologias utilizadas para identificar as pessoas com deficiência. Texto para o professor: Terminologia Sobre Deficiência na Era da Inclusão (Disponível em: http://www.cepde.rj.gov.br/terminologia_ppds.doc) - Solicitar aos alunos que redijam uma redação expondo seu pensamento sobre Inclusão de pessoas com deficiência na escola regular. Esta atividade permitirá que o professor tenha uma visão sobre as atitudes, pensamentos, conceitos e pré-conceitos de seus alunos

Fase 4: Oficina sobre Tecnologias Assistivas e Sites de Inclusão

Duração: 2 Aula(s)

Descrição: 1º - Conceituar Tecnologias Assistivas e explicar suas funções (informações: http://www.assistiva.com.br/ ou http://www.assistiva.org.br/ ); 2º - Demonstrar exemplos de Tecnologias Assistivas, utilizar imagens, fotografias e objetos (cadeira de rodas, mouse e teclado adaptado, próteses, pranchas de comunicação alternativa, ponteiras, adaptador de vaso sanitário, etc.); 3º - Levar os alunos a um laboratório de informática ou disponibilizar computadores para uso. Distribuir os participantes de acordo com o número de computadores. Apresentação e demonstração de sites de inclusão: - Bengala legal: http://www.bengalalegal.com/ - Braille Virtual: http://www.bengalalegal.com/ - Feito com os Pés: http://www.feitocomospes.com/ - LIBRAS - Dicionário da Língua Brasileira de Sinais: http://www.acessobrasil.org.br/libras/ 4º - Pedir que os alunos naveguem pelos sites e auxiliem os colegas com deficiência caso seja necessário. 5 º - Finalizar a oficina com discussão breve sobre os novos conhecimentos e experiências adquiridas.
Arquivos:
POJETO_Inclusão
(69KB)
Você já utilizou este projeto?

  Leia as experiências compartilhadas pelos outros educadores!

Faça login para enviar sua experiência ou cadastre-se

Esta solução foi desenvolvida pela parceria
Instituto Ayrton Senna  Auge Tecnologia e Sistemas
Copyleft - Política de Utilização